Avaliem minha História

Ir em baixo

Avaliem minha História Empty Avaliem minha História

Mensagem por xXBrunoXx em Ter Nov 29, 2011 8:35 pm

Ontem eu comecei essa história, acho que está fiando interessante, mas gostaria que a avaliassem e me dessem dicas, esse seria o primeiro capítulo!
Algumas partes podem parecer não ter sentido, mas já que é um conto policial precisa de um mistério rabbit
Spoiler:
Personagens:
Nome: Eduardo
Idade: 21 anos
Características: Eduardo é um jovem de que acaba de se formar, ele sempre foi estudioso e sempre planejou seus objetivos, ele passou em um concurso de detetive policial, e entra em seu primeiro caso.

Nome: Jean
Idade: 22 anos
Características: E um grande amigo de infância de Eduardo, eles não se viam há muitos anos, Jean se tornou policial e por pura coincidência exerce na mesma delegacia que Eduardo.

História:
Eduardo, um jovem que acaba de passar em um concurso público para trabalhar como Detetive Policial, ele encontra seu amigo de infância, Jean, que se tornou Policial e acabam trabalhando juntos. Eduardo chegava a seu novo trabalho, quando apareceu enfurecido seu chefe, o delegado, Dr. Ferreira, dizendo:
_Você é o novo Detetive, não é? Você está atrasado!
_Me desculpe. Eu tive um imprevisto!_Respondia Eduardo.
_Que isso não se repita. Entendeu?_Falava o Dr. Ferreira.
_Sim._Eduardo respondeu.
Eduardo então foi entrando em sua sala, quando ouviu uma conversa, vinda de uma voz familiar:
_O detetive novo não me é estranho, tenho a impressão de já ter-lo visto!
_Dizem que ele veio de São Paulo, deve ser difícil ele se acostumar com uma cidade como Prudente!
E logo Eduardo se infiltrou na conversa dizendo:
_Jean, é você?
_Eduardo, você é o detetive novo?_O respondeu Jean_ Não sabia que você tinha prestado concurso para detetive!
Jean era um grande amigo de infância de Eduardo, ele tinha prestado concurso para Policial.
_Chega de conversa _Dizia o Dr. Ferreira_ Temos um caso!
_O que houve _Perguntou Eduardo.
_Um desaparecimento! _Respondia o Dr. Ferreira _Uma menina e 9 anos foi para a casa de uma amiga e estranhamente desapareceu. Quero que Eduardo investigue, mas como ele acaba de chegar mandarei com ele Jean.
_Certo _Diziam Eduardo e Jean.
Os dois foram falar com o escrivão que tinha o depoimento da mão da menina, que foi avisar a policia.
_Aqui está! _Disse o escrivão.
Maria Luiza, mãe de Ana, minha filha foi à casa de sua amiga, já era umas 3 horas mais ou menos, mas já passava da hora dela voltar então eu fui até lá e disseram que ela nem passou por lá, então eu fiquei desesperada e resolvi ligar para seu pai, ele disse que a procuraria, mas não a achou e eu então resolvi vir a policia.
_Pelo jeito a mãe dela não sabia de muita coisa _Disse Eduardo.
_Vamos falar com a mãe da amiga da menina! _Disse Jean.
E no dia seguinte foram à mãe da amiga da menina exclamou que não tinha nada a ver com isso, mas Eduardo resolveu fazer algumas perguntas:
_Sua filha estava aqui às 3 horas?
_Não, ela estava com seu pai, somos divorciados _Respondeu a mulher.
_E a senhora? _Perguntou novamente Eduardo.
_Eu fui ao mercado. Respondeu a mulher.
_Você estava a pé? _Perguntaram.
_Não eu fui de carro. _Nervosa a mulher respondia.
_Mas vejo que seu carro não está aqui, onde ele está? _Perguntavam
_Eu o levei para o concerto hoje de manhã. _Respondeu a mulher.
_Muito obrigado, sua declaração ajudará muito! _Despediam-se os dois.
Na verdade nem Eduardo nem Jean, acreditaram em uma palavra daquela mulher, foram então até a oficina onde supostamente seu carro estava sendo concertado.
_Se a Duna Júlia me trouxe o carro hoje de manhã? _Perguntava confuso o mecânico.
_Exatamente, é o que precisamos saber! _Responderam-lhe.
_Tudo bem, vou falar, a Dona Júlia veio sim aqui, mas foi ontem. _O mecânico declarava.
_Ontem, pode nos dizer que horas ele veio? _Perguntavam.
_Por volta de 3 Horas e meia. _Respondia.
Despediam-se do mecânico, estavam muito confusos, a Dona Júlia havia mentido? Ela não levaria meia hora de sua casa até aqui, são só alguns quarteirões. Os dois amigos resolveram ir almoçar já era quase meio-dia, perto da casa de Dona Júlia havia um restaurante.
_O que desejam? _Perguntou-lhes o garçom.
_Eu quero um prato de frango com bacon. _Pediu Jean.
_Vejamos, eu quero duas saladas, cinco porções de batata frita, requeijão, oito mistos quentes e pimenta.
_Já irei trazer _O garçom confuso avisava.
_Eduardo, como, comendo tanto você consegue comer tanto? _perguntou Jean.
_Como quando estou confuso. _Eduardo respondeu.
Enquanto esperavam a comida juntavam suas informações sobre o caso. O garçom não pode deixar de ouvir a parte que falava a respeito de Dona Júlia, e logo ele disse:
_Eu vi a Dona Júlia saindo de casa ontem, ai em direção ao centro da cidade. _intrometia-se o garçom.
_Com licença senhor, mas você deve guardar segredo sobre o que ouviu. _Alertava Jean.
_Certo. Mas se vocês quiserem posso vigiar a Dona Júlia. _Falava o garçom.
_Muito obrigado, nos ajudaria muito. _Disse Eduardo.
Logo após comerem, Eduardo foi para casa preparar seu relatório, tinha que voltar para delegacia, mesmo sentindo, na verdade, um medo, de ser rejeitado. Quando criança Eduardo sofria de um medo, de as pessoas não o aceitassem, conviveu com isso a vida toda, mas dessa vez teria que provar ser capaz.
_Eduardo! Me entregue seu relatório. _Dizia mal-humorado como sempre o Dr. Ferreira.
_A-aqui está, senhor. _Disse Eduardo.
Eduardo estava suando de nervoso, via a cara de raiva de seu chefe, e isso lhe dava a impressão de fracasso, foram minutos tensos, até o Dr. Frederico terminar sua litura, com u a cara enfurecida de sempre ele disse:
_Bom trabalho!
_Senhor? _Eduardo estava neutralizado.
_Com um dia de trabalho já encontra várias pistas e um suspeito, só um profissional teria um trabalho assim! _O Dr. Ferreira dizia.
Após ver o Dr. Ferreira sair da sala de Eduardo, de certa forma, contente Jean foi até lá correndo, logo dizia:
_O que houve aqui? _Perguntava Jean _O Dr. Ferreira me parecia animado.
_Parece que ele gostou do relatório _Esclarecia Eduardo.

xXBrunoXx

Mensagens : 2
Data de inscrição : 29/11/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum